Onshore trabalho em plataformas petrolíferas

A produção de petróleo actualmente está dividida em duas formas, Onshore e Offshore.
Onshore é a produção em Terra, foi o primeiro sistema a ser desenvolvido em 1859 com uma profundidade de 23m e na altura produzia uns singelos 25 barris por dia. Actualmente poderá atingir a profundidade de 6.000m e atinge os 85 mil milhões de barris por dia.

Offshore é a produção no Mar, que acarreta enormes custos, existindo ainda um limite de tecnologias sendo as águas muito profundas.
Com os avanços tecnológicos e técnicos, cada vez mais existe uma procura de profissionais para ocupar lugares nas plataformas Onshore. As áreas profissionais são praticamente as mesmas que as pedidas para as plataformas Offshore já que o trabalho será praticamente o mesmo, e da mesma forma que os empregados estarão imenso tempo dentro da própria plataforma é necessário o mesmo tipo de empregados para garantir o bom funcionamento da plataforma, assim como para o melhor conforto possível de quem lá trabalha.
Deverá procurar trabalho nesta área através das próprias empresas especializadas, ou em anúncios da Internet ou mesmo nos jornais (o que tem surgido cada vez mais). Poderá ainda entrar como ajudante, permitindo assim acesso a quem não possui uma licenciatura na área, no entanto deverá estar ciente que o seu ordenado será muito inferior aos outros empregados com cursos superiores e cargos de maior responsabilidade.

Deverá ainda ter em atenção que para trabalhar nestas áreas é necessário que se desloque para zonas menos povoadas (desertos e descampados), por isso terá que sair da sua zona de conforto e deixar a sua família durante uns tempos, no entanto os excelentes ordenados que é possível ganhar fazem muitos profissionais procurarem um lugar neste mundo.